0

1. Bons descontos no preço de compra são uma vantagem no carro usado

O preço é, muitas vezes, o fator determinante na compra de um veículo. E, neste quesito, o seminovo sai na frente, pois o mercado oferece carros seminovos mais sofisticados, potentes e equipados pelo mesmo valor de um novo. Isso acontece porque no momento em que o carro sai da concessionária e nos primeiros anos de uso ele sofre a perda mais significativa de valor. No primeiro ano, normalmente, a desvalorização é de 20%, caindo para 10% nos dois anos seguinte. A partir daí, a depreciação fica entre 5% e 7%, segundo Ilídio dos Santos.

2. A garantia da montadora é mantida

Mesmo que o carro seja vendido, a garantia da montadora permanece pelo tempo que foi acordado na venda. Isso significa que se um carro tiver três anos de garantia e for vendido com um ano de uso, o novo proprietário continua contando com a garantia por dois anos. “Além da garantia que a revendedora que vendeu o carro dá, de três meses, há a garantia das montadoras, que hoje em dia pode chegar a cinco anos”, afirma o presidente da Fenauto.

3. Seminovos podem vir com mais equipamentos

Aqui está a maior vantagem em adquirir um carro usado. O antigo dono comprou um modelo top de linha, com sistema de entretenimento, controle de estabilidade, airbags para passageiros, sistema de estacionamento e mais uma infinidade de itens, entretanto, precisou vender antes de um ano de uso. Embora o carro ainda seja praticamente novo, ele já perdeu cerca de 20% de seu valor apenas por ter sido tirado da loja. Ou seja, diversas vezes, com o preço de um usado completo você consegue apenas um “pelado” na concessionária.

4. Impostos e taxas

Para o consultor Paulo Garbossa, quem compra um veículo seminovo também economizará na parte de documentação do veículo. “Os custos para registrar um carro zero km podem chegar a R$ 1.200. Já na compra de usados é preciso apenas transferir o documento”, afirma. A taxa começa em torno de R$ 120,00 e o processo pode ser realizado em qualquer Cinetran ou Detran.
“Em negociações entre particulares, o consumidor tem ainda mais chances de conseguir facilitações na compra. Outro ponto interessante é que o veículo seminovo pode já vir com o IPVA pago, dependendo da época do ano”, salienta Garbossa. O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) equivale a 4% do veículo a gasolina e 3% do valor do carro flex.

5. Perdas menores de dinheiro para quem troca de carro com frequência

Se o proprietário é daqueles que necessita trocar de carro com frequência, por exemplo, por causa de um emprego que envolve a mudança de país a cada um ou dois anos, ao investir sempre em carros novos ele perderá muito dinheiro.
Trocando o carro novo com pouco tempo de uso, a depreciação elevada dos primeiros anos do veículo pesa ainda mais no orçamento. Dessa forma, o carro novo é mais indicado para quem pretende ficar com o carro por pelo menos três ou quatro anos, quando a desvalorização começa a se estabilizar.


Viu-se as 5 principais vantagens de comprar um carro usado. No entanto, vale ressaltar que alguns cuidados são necessários quando se pensa em comprar um carro usado, tais como:
  • Antes de escolher um carro usado, faça uma vistoria. Ela garantirá que você adquira um modelo em bom estado.
  • Fique atento à quilometragem do carro. Quanto maior ela for, mais frequentes serão os problemas, aumentando os gastos extras e dificultado seu controle financeiro.
  • Após analisar fatores como modelo, forma de pagamento e seguro, resta testar o carro. Não deixe de verificar iluminação, faróis, para-brisa etc., para atestar o seu bom funcionamento.

Postar um comentário

 
Top