0
Quatro das cinco mortes confirmadas no Estado ocorreram em Paranaguá. O quinto óbito é de Foz do Iguaçu
A Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (Sesa-PR) divulgou nesta terça-feira (26) um novo boletim com a atualização dos números sobre a dengue no Estado. Só em 2016, foram confirmadas cinco mortes dela doença, quatro delas em Paranaguá, no Litoral, e uma em Foz do Iguaçu, na região oeste.


Uma das três mortes confirmadas neste último informe é a da idosa Ana dos Santos Serafim, de 89 anos, que estava internada no Hospital de Paranaguá e morreu no dia 20 de janeiro. A paciente era portadora de uma cardiopatia. A Secretaria de Saúde lembra que a dengue é mais perigosa em idosos, gestantes e doentes crônicos.
O outro óbito confirmado em Paranaguá é de um homem de 34 anos, vítima de dengue hemorrágica no ultimo domingo (24). O nome do rapaz não foi divulgado, mas a Secretaria diz que ele era dependente químico, uma comorbidade que pode deixar o sistema imunológico mais sensível e agravar a ação da dengue no organismo.
A Sesa-PR também confirmou a morte da agente penitenciária Renata Gaudêncio, de 27 anos. A jovem era de Foz do Iguaçu e a Secretaria de Saúde do município já havia confirmado, no dia 12 de janeiro, que a causa da morte era por dengue. A vítima não tinha nenhuma doença grave.
“Após uma criteriosa investigação, com a avaliação dos prontuários e de uma série de exames laboratoriais, hoje podemos atestar que a dengue foi a principal causa da morte desses pacientes”, ressaltou a chefe do Centro Estadual de Vigilância Ambiental, Ivana Belmonte.
As outras duas mortes confirmadas em 2016 no Paraná são a do taxista Celso de Oliveira, de 71 anos, e da estudante de letras Karinna Patrezzi, de 25 anos. Ambos morreram em Paranaguá, no dia 08 de janeiro.
A secretaria investiga ainda a morte da dona de casa Ana Maria Gonçalves da Silva, de 51 anos, que morava no bairro Vila Cruzeiro, em Paranaguá, mas morreu no Hospital Evangélico, em Curitiba, no dia 15 de janeiro. A paciente lutava contra um câncer de mama.
Desde agosto de 2015, já foram confirmados 2,693 casos da doença em 153 municípios.
O número de cidades em situação de epidemia subiu de 7 para 11. Os municípios que vivem uma epidemia de dengue no Paraná são: Munhoz de Mello, Santa Isabel do Ivaí, Paranaguá, Cambará, Mamborê, Itambaracá, Guaraci, Rancho Alegre, Santo Antônio do Paraíso, Assai e Nova Aliança do Ivaí.

Postar um comentário

 
Top