0

Após ser enganado na “feira” da Oscar Freire, eu não desisti de comprar um docinho em São Paulo. A oportunidade surgiu quando eu estava subindo a famosa e mal afamada R. Augusta. Deparei-me com aquelas lojinhas que vendem todos os tipos de guloseimas contrabandeadas, geralmente em pacotes de 1 trilhão de unidades. Como eu não queria comer 1 trilhão de vezes uma bala que, possivelmente, iria ser bem ruim, decidi comprar uma Stick Fruit de melancia, que cintilava ao lado do caixa. Eu já começo não entendendo o nome da bala. Por que colocar um nome em inglês para uma coisa tão singela, indiferente e ruim? Sim, ela é uma bala ruim. Uma pena, porque eu acho a melancia uma fruta tão bacana, tão verdadeira, que é um pecado alguém dizer que esse quadrado rosa é de melancia. Essa porcaria é de indústria. Tem gosto de indústria, de coisa artificial. Mas o primeiro gosto que veio à minha boca foi o de uma bala que eu comia quando era pequeno: a Zazuage de melão, que vinha com tatuagem. Melão é diferente de melancia, mas a galera da Kiuti não sacou isso. O lema deles é “Inovando com qualidade”. A parte do inovando eu até entendi, mas a da qualidade… Eu fiquei curioso para saber se os outros sabores também têm gostos de frutas diferentes. Talvez a Stick Fruit de morango tenha sabor de pêssego, ou mesmo de groselha. Agora é tarde para eu comprar as outras balas. Devia suspeitar que tinha em mãos algo interessante e comprar logo todos os sabores para fazer um review geral. De qualquer forma, é uma bala bem pobre e não merece muita consideração. Eu esperava ter encontrado coisa melhor em São Paulo!

Postar um comentário

 
Top