0



Fonte: jornal do conesul

A estudante de medicina, de 29 anos, Erika Corte de Lima, encontrada morta a facadas na madrugada desta segunda-feira (20), na casa em que morava, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, era mato-grossense e filha de um ex-prefeito da cidade Pontal do Araguaia, Raniel Corte.
Segundo informações do site Portal Sorriso, o político veio para a região ainda na manhã desta segunda-feira (20).
“Eu não sei bem o que houve. Acordei com uma ligação da colega dela de quarto por volta das 3 horas, me contando o que tinha acontecido. Mas não sei de mais nada ainda. Estou indo para lá agora”, disse.
A Polícia paraguaia foi acionada também pela colega de quarto de Erika, que relatou que quando chegou do trabalho se deparou com a amiga caída no chão, com o corpo esfaqueado e o rosto coberto com um pedaço de pano.
A suspeita de que ela tenha sido violentada sexualmente também é investigada pela Polícia paraguaia. Além disso, o celular não foi encontrado na casa. Acredita-se que tenha sido levado pelo criminoso.
Até o momento nenhum suspeito foi identificado como possível autor do crime. A equipe da divisão de homicídios da polícia paraguaia está investigando o caso. Assim que liberado, o corpo da jovem deve ser levado para Pontal do Araguaia, onde será velado e sepultado.

Postar um comentário

 
Top