0

Muito tem se falado em ter foco numa determinada coisa, em ser uma pessoa focada. Mas, afinal, o que quer dizer isso? Como manter o foco desejado na carreira profissional, em projetos pessoais e relacionados ao trabalho? A receita não é tão simples, principalmente na vida agitada de hoje em dia, quando somos expostos a tantas informações, prazos urgentes e uma quantidade enorme de estímulos cerebrais. Mas é possível e pode até ser mais fácil com a ajuda de um psicólogo.

A palavra foco significa concentração, ou seja, colocar certo tema ou objetivo como o centro da nossa atenção. E por que fazer isto tem sido tão difícil? Atualmente, as pessoas exercem uma série de papeis na sociedade, simultaneamente. E são responsáveis por muitas atividades, sendo cobradas por entregas, respostas e soluções o tempo todo. Dai vem a dificuldade de concentração apenas num determinado tema, sendo muito comum o adiamento de tarefas ou a chamada procrastinação.

Limiar entre o normal e o grave

Procrastinar é adiar uma ação indefinitivamente. Esta atitude acaba trazendo estresse, culpa, perda de produtividade, medo dos outros e vergonha pelo fato de não ter cumprido algo que havia prometido para alguém ou para si mesmo. A procrastinação pode até ser considerada normal se ocorrer de vez em quando, mas quando se torna um problema com consequências mais graves, pode ser reconhecida como uma questão de fundo psicológico e, diante disso, o melhor é procurar a ajuda profissional de um psicólogo. Para que você não tenha problemas mais sérios devido à falta de foco, reunimos abaixo algumas dicas de comportamento:

Calma e organização

Quanto mais tarefas temos a realizar, mais calma e organização precisaremos ter. Liste num papel as tarefas do dia, da semana e as que podem ser cumpridas mais no longo prazo. Identifique uma ordem de prioridades e comece pelas mais urgentes, de forma a amenizar sua ansiedade. Tente pensar positivamente, acreditando que tudo vai dar certo. Mantenha a confiança na sua capacidade e se acalme da maneira que for mais eficiente para você. Alguns precisam de uma meditação, por exemplo. Outros preferem caminhar ou praticar algum esporte. Descubra o que te acalma e ponha em prática.

Controle das emoções

Quando você estiver no trabalho, coloque todas as suas energias nele. Quando chegar em casa, relaxe. Lembranças de problemas familiares no decorrer de suas atividades profissionais só vão atrapalhar seu rendimento e vice-versa. Se for preciso, peça para amigos e familiares não te ligarem ou mandarem mensagens ao longo do dia. Em casa, não abra emails do trabalho e silencie os grupos relacionados a sua vida profissional. Assim, as emoções não se misturam e você poderá dar a devida atenção a elas na hora e no local certos.

Conectividade na medida certa

No mundo digital, fica cada vez mais difícil levar uma vida desconectada. Com isso, corremos o sério risco de empobrecer a qualidade da atenção que damos às prioridades de nossa vida. As distrações causadas pelas telas do tablet, celular, computador e televisão nos tiram o foco. Quando estamos online, não conseguimos nos concentrar e pulamos de um pensamento para outro muito tão rapidamente que não nos aprofundamos em nenhum. Se desconecte de alguns temas para focar numa tarefa só de cada vez.

Raciocínios complexos

Num contexto onde tudo é rápido, abreviado e descartável, torna-se cada vez mais difícil conseguir a concentração para o que realmente importa. Não caia nessa. Em alguns momentos do dia, permita-se dedicar aos raciocínios mais complexos, sem a cobrança de imediatismo. Ler um livro mais técnico da sua área, resolver problemas de matemática ou tentar redigir um texto sobre algum tema que você gosta podem ajudar a treinar seu cérebro para conexões não tão simples.
Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Postar um comentário

 
Top