0


  Uma brincadeira abusiva que tem gerado polêmica em Mato Grosso do Sul. Nos últimos dias, jovens estão compartilhando em redes sociais vídeos e fotos, intitulando meninas de ‘marmitas’, um termo popular conhecido por designar mulheres que servem apenas para sexo. Diversas vítimas já procuraram a delegacia para registrar o crime de difamação, que pode levar a prisão.
  Em Nova Andradina, nove meninas já procuraram a Delegacia de Polícia até a manhã de ontem (14). Neste caso específico, todas elas aparecem em um mesmo vídeo que foi montado com fotos que as garotas haviam postado em suas redes sociais. Nas imagens, conforme a polícia, é exibida a sequencia de fotos das vítimas, enquanto toca um funk com uma letra que difama as mulheres.
  Vale ressaltar que tanto as pessoas que criaram o vídeo, quanto as que compartilharam o material, podem ser indiciadas por difamação. É considerado um crime contra a honra e consta no artigo 139 do Código Penal, com pena de três meses a um ano de detenção e multa.

Casos

  Os rapazes de, 18 e 12 anos, teriam feitos comentários ofensivos as meninas que estavam sendo difamadas. Em um dos comentários, um dos jovens dizia que todas as meninas do vídeo seriam ‘marmitas’ e que quem criou o vídeo deveria ganhar um prêmio. Já outro comentário falava qualificava as vítimas como ‘marmitex’. O vídeo acabou se espalhando com rapidez parando em grupos de outras cidades, Campo Grande, Três Lagoas e Água Clara.

Postar um comentário

 
Top