0


A Suzuki lançou a nova GSX-R 125 2019, uma pequena esportiva que traz o DNA da consagrada linha GSX da fabricante. Será que esse modelo cairia bem no Brasil?
A novidade marca a entrada da Suzuki na briga pelo mercado das esportivas de entrada na Europa, uma estratégia para fidelizar clientes desde a sua primeira motocicleta que por lá já conta com modelos como KTM RC125 e Yamaha YZF-R125.
Para atrair a atenção dos mais jovens a fabricante focou em três pilares: Preço, Design/Qualidade e Comportamento. No preço, por exemplo, a pequena esportiva da Suzuki custa 10% a menos que suas concorrentes. Isso significa uma economia de 500 Euros.
Linha Suzuki-GSX-R 2019

Renomada linha GSX-R voltada aos jovens

Sendo um ícone para pilotos que gostam das esportivas, a Suzuki tem na sua linha GSX-R um sinônimo de lenda, principalmente por suas diversas vitórias em campeonatos mundiais como o Superbike. Porém, essa lenda estava disponível apenas nas médias e altas cilindradas.
Foi em 2018 que a fabricante resolveu diversificar, lançou a pequena GSX-R 125 e começou a estratégia de converter os fãs da motovelocidade e esportivas desde a sua primeira moto. Algo que está se tornando comum na Europa.
Aqui no Brasil ainda não possuímos essa cultura. A menor das esportivas que temos por aqui é a Yamaha R3 e suas 321 cilindradas.
Suzuki-GSX-R125-2019-03

Suzuki GSX-R 125 2019 Preço

Focando nos três pilares mencionados para o desenvolvimento da nova GSX-R 125 2019, começando pelo preço, a Suzuki foi a caça de suas concorrentes diretas. A marca optou por lançar a pequena esportiva bem mais barata que as demais.
Em um mercado com Yamaha YZF-R125, KTM RC125 e até Aprilia RS125 partindo com preço mínimo de 4500 Euros, a Suzuki anunciou sua pequena esportiva de 125 cc custando cerca de 500 Euros a menos.
Falando em conversão direta para o Real essa diferença fica em torno de R$ 2 mil a menos para a GSX-R 125 em comparação com as concorrentes. Seu preço, convertido sem taxas, seria de aproximadamente R$ 17.200,00 enquanto que as outras saem por no mínimo R$ 19,4 mil.
Suzuki-GSX-R125-2019-04

Suzuki GSX-R 125 Aparência e Qualidade

Já para o segundo pilar da GSX-R 125 estão os quesitos de aparência e qualidade na sua construção, algo que poderia ser afetado por conta da redução no preço perante as concorrentes.
Porém, com seu design totalmente inspirado nos modelos maiores e trazendo grafismos e cores réplica da GSX-R1000 do MotoGP, parece que a fabricante não mediu esforços para dar destaque para o modelo.
Com um enorme conjunto ótico iluminado por LED, o escudo frontal é esguio e foi projetado para ter aerodinâmica otimizada. O resultado é a aparência agressiva de uma esportiva carenada, mesmo que de pequeno porte.
Suzuki-GSX-R125-2019-08
A Suzuki destaca que sua carenagem foi desenvolvida com ajuda de tuneis de vento, o que garante melhor desempenho além de toda beleza. O fato é que ela tem a menor área frontal na categoria das 125 e resulta em melhor aceleração, economia de combustível e estabilidade.
Suzuki-GSX-R125-2019-19-Painel
Já na parte de tecnológica o modelo traz diversos itens interessantes como o painel em LCD com marcador de posição de marchas, marcador de consumo médio e até luzes do indicador de RPM programáveis.
Suzuki-GSX-R125-2019-18-Keyless
Um exclusivo sistema de ignição sem chave permite que o piloto possa ligar o motor desde que a chave esteja perto o suficiente da moto. O sistema também permite acionar os piscas a distância para que seja fácil encontrar a motocicleta em um estacionamento lotado, por exemplo.
Suzuki-GSX-R125-2019-09

Suzuki GSX-R125 Comportamento

E o terceiro e último pilar que pautou a Suzuki no desenvolvimento da GSX-R125 está em seu comportamento. E aqui a fabricante parece também não ter medido esforços para entregar uma moto com motor limitado que fosse melhor que suas concorrentes.
Para fornecer agilidade e facilidade de manobra no trânsito a Suzuki utilizou uma estrutura de backbone de tubo de aço que combina boa rigidez à torção com peso leve. A distância entre eixos é de 1.300 mm com peso de apenas 134 kg, tornando-a a mais leve da categoria.
Segundo a própria fabricante, a GSX-R 125 é a moto com a melhor relação peso/potência do seu segmento.
Suzuki-GSX-R125-2019-14
Com seu motor monocilíndrico refrigerado a líquido, com duplo comando no cabeçote, de 124,4 cilindradas ela é capaz de gerar a potência máxima de 15 cavalos a 10.000 rpm e tem torque de 1,17 kgf.m aos 8.000 giros.
Pilotos que testaram a GSX-R 125 no circuito internacional de Palmela, em Portugal, se mostraram surpresos pela desenvoltura do compacto motor na pista. A facilidade e força para subir as rotações foi o destaque ressaltado.
Outros quesitos mencionados foram a agilidade e equilíbrio sentidos durante a pilotagem, parte por cona dos seus 134 kg de peso cheio, e a facilidade para mudanças de direção, muito mais exigidas nas pistas do que no dia a dia.
Suzuki-GSX-R125-2019-16
Sendo considerada uma das melhores esportivas de entrada na classe das 125 cc no mercado europeu, a nova Suzuki GSX-R 125 cairia bem no Brasil? Responda nos comentários abaixo.

Postar um comentário

 
Top