0

Antes de ser assassinado com pelo menos oito tiros na cabeça, em Pedro Juan Caballero, nesta segunda-feira (29) Carlos Alberto Diaz Pereira, de 30 anos, tirou várias fotos ainda dentro do quarto de motel onde estava acompanhado, ‘comendo’ dólares. A polícia que está investigando o caso não descarta o envolvimento de Carlos com o tráfico de drogas.

Ele foi executado pelo menos com oito tiros, que atingiram em sua maioria a cabeça. Mas, testemunhas que estavam no local afirmaram ter ouvido pelo menos 30 disparos. 16 cápsulas de pistola 9mm foram encontradas no pátio do motel.

Carlos estava acompanhado de uma mulher e quando o casal saía de um dos apartamentos dentro de um automóvel modelo Golf, os pistoleiros se aproximaram em um carro prata e começaram a atirar. A vítima tentou fugir correndo para o pátio, mas foi alcançado e morto com oito disparos de pistola calibre 9 milímetros na cabeça e corpo.

No local, a perícia constatou que os pistoleiros atiraram pelo menos 30 vezes. No local foram apreendidas 16 cápsulas na rua e no motel. Ainda não há informações sobre autoria e motivação do crime.



(Colaborou Léo Veras/Ponta Porã)

Fonte: Mídia Max

Postar um comentário

 
Top