0


A Polícia Militar Rodoviária Estadual apreendeu na manhã deste domingo, na rodovia MS-164, na fronteira com o Paraguai, 1,3 tonelada de maconha transportada em meio a carga de milho em uma carreta bitrem. O motorista, de 27 anos, chegou a alegar aos policiais que foi vítima de cárcere e ameaças, mas acabou preso.
De acordo com a polícia, durante fiscalização na base de Aquidaban, em Ponta Porã, a 298 quilômetros de Campo Grande, os policiais abordaram o veículo e, durante verificação da carga, encontraram 58 fardos de maconha. O condutor disse que carregou o milho em uma fazenda em Maracaju e que seguiria para Paulínia (SP).
No entanto, relatou que ao parar em um posto de combustíveis para pernoitar, foi rendido por um homem armado que o obrigou a se deitar na cabine. Em seguida, este indivíduo assumiu a direção e seguiu até um local desconhecido, onde a droga foi carregada. Ele disse ainda que foi mantido em cárcere das 20 horas às 03h30 da madrugada.
O caminhoneiro afirmou aos policiais que não sabia do conteúdo da carga e que o ameaçaram de morte caso contasse a alguém sobre o ocorrido. No entanto, ele entrou em contradição várias vezes e recebeu voz de prisão, sendo encaminhado à Delegacia de Polícia Federal em Ponta Porã, onde está preso.

Postar um comentário

 
Top