0



Fórum de Cidades Digitais em Campo Grande reúne representantes de 30 municípios


Formas de melhorar a gestão pública através de uma transformação digital foram tratadas nesta quinta-feira (25), na capital, durante o Fórum de Cidades Digitais promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Campo Grande. Prefeitos e gestores de 30 municípios participaram do encontro realizado no Museu Dom Bosco, que trouxe diversas ferramentas focadas em eficiência de gestão. “Tecnologia é o motor que mais gera mudança no Estado ou no município. Realmente precisamos ter uma administração pública mais inteligente”, afirmou o assessor técnico da Secretaria da Fazenda do Mato Grosso do Sul, Gustavo Nantes Gualberto, ao apresentar as políticas públicas do governo estadual no setor, com destaque para o MS Digital, projeto que pretende criar uma grande rede de fibra óptica, em parceria com a iniciativa privada, para conectar todos as unidades do Estado nos municípios. “Dentro dessa rede poderemos rodar diversos serviços em alta velocidade. A integração com as cidades digitais é um dos principais pontos desse projeto, podendo trabalhar de uma forma mais célere com os municípios também”, completa.


O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, destacou a necessidade de inovar na administração pública. Trad foi um dos prefeitos que receberam o título de Projeto Inovador no evento, por iniciativas digitais em andamento nas localidades. Com quase um milhão de habitantes, Campo Grande vem investindo para recuperar o atraso tecnológico de pelo menos uma década. “Esse evento traz alguns elementos muito importantes como, por exemplo, na questão da transparência. A necessidade de inovar, a busca da tecnologia é constante na vida do ser humano.”, disse o prefeito, citando projetos como o Portal do Cidadão, reunindo serviços da Prefeitura em um único local, e a implantação de conexão nas unidades e distritos desprovidos do serviço de internet.

Segundo o diretor-presidente da Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação (AGETEC), Paulo Fernando Garcia Cardoso, são diversos investimentos para garantir maior agilidade nas secretarias e unidades públicas, que vão desde equipamentos, implantação de fibra óptica e sistemas. “Ferramentas com que a gente estimule a participação da população na gestão também”, observou. Ele também disse que aplicativos como o Fala Campo Grande, criado para receber as demandas da população, podem ser cedidos para as Prefeituras do Estado que tenham interesse.

O diretor da RCD, José Marinho, lembra a necessidade do uso de tecnologia nas pequenas e médias cidades. “90% das cidades brasileiras têm até 50 mil habitantes, sendo a maior parte formada por localidades com até 20 mil habitantes. As pessoas estão cada vez mais exigindo facilidades que os grandes centros oferecem e isso só é possível através da tecnologia. Cidade digital melhora a conectividade, a arrecadação, atrai investimentos, gera economia e o mais importante é a oferta de serviços com mais qualidade e rapidez. O Fórum possibilita que prefeitos e gestores conheçam soluções, troquem ideias e informações para melhorar os serviços públicos”, explica Marinho.

O evento teve o patrocínio ouro da 1DOC, GOVBR, Inovadora Sistemas, CTMGEO e InnovaCity; prata da DIGIX e bronze da AZ Tecnologia em Gestão e da Multiway – Solução em Conectividade, além do apoio da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (Assomasul), Associação Brasileira de Empresas de Soluções de Telecomunicações e Informática (ABEPREST), Hotéis Deville Prime, Ibis, Novotel Campo Grande, Manura Churrascaria e Cozinha Árabe e do Canal Gerência Pública

Postar um comentário

 
Top