0

Ótima novidade para os aprovados no concurso da Polícia Federal ou Polícia Rodoviária Federal (concurso PF e PRF)! O governo deve anunciar nesta quinta-feira (11), a convocação de todos os aprovados no último concurso para a PF e PRF.
No total, o governo pode convocar até 4.581 aprovados, sendo 2.501 na PRF e 2.080 para a PF. Esses números levam em consideração o número de provas discursivas corrigidas nos dois concursos, conforme o divulgado nos editais.
Na PRF o número de convocados pode variar de acordo com a localidade. Na PF podem ser convocados até 600 delegados, 720 agentes, 320 escrivães, 120 papiloscopistas e 320 peritos.
O anúncio será feito em comemoração aos 100 primeiros dias do governo do presidente Jair Bolsonaro. A expectativa é que além da convocação o governo anuncie novas medidas a serem tomadas no segundo semestre de 2019.

Concurso PF

No dia 15 de fevereiro deste ano, o presidente da ADPF – Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal, Edvandir Paiva, em evento institucional anunciou que apoia a solicitação realizada pela comissão de aprovados do último concurso da PF, em 2018. O pedido versa principalmente para que haja mudanças em itens no edital da qual pode convocar além do número de vagas indicadas no certame, visto que há um déficit no quadro de pessoal do órgão que somam mais de 4 mil!
Com as mudanças e as novas convocações poderão ser formadas duas novas turmas, em junho de 2019 e outra no primeiro semestre de 2020, para os futuros policiais. A associação explica que o assunto também está em pauta no Ministério da Justiça para que seja aprovado o orçamento e se inicie o chamamento dos aprovados.
“Convocando todos os que obtiveram aprovação na primeira fase, a Polícia Federal receberá mais mil policiais até o meio do ano de 2020”, explica o presidente. Edvandir conta ainda que mesmo com tal convocação haverá ainda mais 3 mil e 500 cargos vagos, da qual será necessário um novo concurso para a PF para provimento das vagas.

Concurso PRF

O novo diretor-geral da PRFAdriano Marcos Furtado, se reuniu, em fevereiro deste ano,  com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Deolindo Carniel, e o vice-presidente, Dovercino Neto, além do diretor executivo do órgão, José Lopes Hot, para discutir a gestão da corporação.
No encontro foi colocado em pauta a necessidade de aumentar o número de policiais para reforçar o quadro da PRF, que atualmente conta com um déficit de mais de 3 mil policiais. O presidente da FenaPRF pediu que o novo diretor lutasse para que novos concursos para a corporação sejam realizados anualmente, pois o déficit de policiais pode chegar a 5 mil em 2020.
Segundo informações da assessoria de comunicação da FenaPRF, o novo diretor-geral se mostrou receptivo em relação aos pedidos e assumiu o compromisso de lutar por novos editais anualmente e a trabalhar em conjunto com o sistema sindical.

Postar um comentário

 
Top