0




“Os impactos do estilo de vida na hipertensão arterial e outras doenças crônicas” foi o assunto que levou o médico Nicolas Conti ao Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul na manhã desta terça-feira, 30 de abril.  A palestra, realizada por meio da Escola Superior de Controle Externo, foi uma iniciativa do setor médico e do departamento de gestão de pessoas do TCE-MS, no mês dedicado à prevenção da doença.

O médico, especialista em nutrologia, apresentou números que deixaram a plateia alarmada. Segundo ele, metade da população brasileira é considerada obesa e na região Centro-Oeste esse índice é de 43,8%. A relação com a hipertensão arterial aparece quando os números mostram que 70% dos hipertensos estão acima do peso ideal e a conhecida “pressão alta” hoje já atinge mais de 1 bilhão de pessoas no mundo, sendo uma das maiores causas de morte não traumáticas. Nicolas Conti também ressaltou que a hipertensão arterial é uma doença silenciosa, fortemente relacionada com a qualidade de vida e o stress emocional, que pode desencadear problemas em outros órgãos como o cérebro, olhos, coração e rins.  

Para ele são 5 pilares que determinam a qualidade de vida das pessoas : sono adequado, alimentação, atividade física, homeostase fisiológica (equilíbrio) e bem estar social. “Estilo de vida saudável influencia na qualidade de vida, na saúde física, mental e espiritual. Conseguindo manter equilíbrio conseguimos melhor rendimento em tudo e todos nós buscamos ser bons pais, filhos, profissionais. Mantendo um estilo de vida saudável a gente consegue o melhor do nosso potencial em todas as áreas.”

Ao final, a coach Camila Brunetto reforçou a importância de dar o primeiro passo e da continuidade para que as mudanças aconteçam . “Na vida e na saúde , tudo que a gente planta, colhe um dia”.

Depois da palestra os servidores puderam medir a pressão e a glicemia e ainda realizar o exame de bioimpedância, que mede a composição corporal através da aplicação de uma suave e indolor corrente elétrica no copo. A corrente circula livremente pelo líquido do tecido muscular, mas encontra resistência do tecido adiposo, que é a gordura. A partir disso, é possível calcular o índice de gordura, massa magra e vários outros componentes corporais. O procedimento é  realizado através de eletrodos ou de uma balança específica para esse exame.


Hipertensão arterial

A hipertensão arterial é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. A pressão alta faz com que o coração tenha que exercer um esforço maior do que o normal para fazer com que o sangue seja distribuído corretamente no corpo. Os principais sintomas são dor de cabeça, falta de ar, visão borrada, zumbido no ouvido, tontura e dores no peito.
A doença pode ser hereditária, mas, há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, entre eles, fumo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, elevado consumo de sal, níveis altos de colesterol e falta de atividade física. Medir a pressão regularmente é a única maneira de diagnosticar a hipertensão. Pessoas acima de 20 anos de idade devem medir a pressão ao menos uma vez por ano. Se houver casos de pessoas com pressão alta na família,  medir no mínimo duas vezes por ano.

Tania Sother

Postar um comentário

 
Top