0


Profissionais dão dicas para quem quer estímulo para ter uma vida mais saudável

Fazer uma atividade física em dupla pode ser uma boa alternativa para driblar o desânimo inicial, que muita vezes toma conta de quem pensa em praticar um esporte. Os dois parceiros estimulam um ao outro a deixar de lado a preguiça e a investir no bem-estar e na saúde.
O corpo libera substâncias que nos dão sensações de prazer durante as atividades físicas Foto: Fotolia
O corpo libera substâncias que nos dão sensações de prazer durante as atividades físicas Foto: Fotolia
A ideia de praticar esporte em dupla vale inclusive para quem está vivendo o processo de abandonar o tabagismo. A atividade física é uma ótima maneira de lidar com as crises de abstinência comuns a quem para com o cigarro.
– Muitas pessoas têm dificuldade para exercer qualquer atividade física quando sozinhas, e é aí que entra o fator motivacional de se ter alguém junto. Pode ser um amigo, namorado, colega de trabalho etc. – explica Letícia Martins [1] , professora de educação física e personal trainer.
Segundo Letícia, os momentos dedicados à prática de exercícios podem transformar-se em um período prazeroso, ao contrário do que muitas pessoas imaginam.
– A atividade física deveria estar presente na vida de todos, ajudando principalmente a eliminar hábitos pouco saudáveis, como o tabagismo, pois fazendo atividades diárias, o nosso corpo libera substâncias que nos dão sensação de prazer, e assim ajudam a passar com mais facilidade pela fase de largar o vício do fumo – prossegue a profissional de educação física.
Também profissional de Educação Física e personal trainer, Jodee André[2] reconhece que não é fácil inserir uma rotina de exercícios na vida de quem não tem esse  hábito ou que não gosta de praticar exercícios. Para essas pessoas, ele recomenda fortemente a atividade física em dupla, principalmente por conta da sociabilidade que essa parceria promove.
– O aspecto social motiva as pessoas. As amizades e o "clima" do local de treinamento, acompanhado de outra pessoa promove incentivo. E isso fará com que o aluno vá mais vezes à academia ou ao lugar onde pratica a atividade. O aspecto social conta muito – avalia Jodee.
Na hora de praticar esporte em dupla, é importante tomar cuidado com a individualidade biológica e os limites de cada um Foto: Fotolia
Na hora de praticar esporte em dupla, é importante tomar cuidado com a individualidade biológica e os limites de cada um Foto: Fotolia
Letícia aponta caminhar, correr, pedalar e também a hidroginástica como as atividades mais indicadas para atuar em dupla.  As três primeiras ainda têm a vantagem de poderem ser praticadas ao ar livre, em lugares como parques, praças e até em uma rua tranquila próxima de casa.
No entanto, é preciso respeitar os limites de cada um. Deste modo, o parceiro que tem um condicionamento físico pior não deve forçar a barra para acompanhar o que está melhor:
– É importante tomar cuidado em respeitar a individualidade biológica de cada um, não deixando que a condição física do aluno, em caso de diferenças, atrapalhe o companheiro – alerta Letícia.
Fontes:
1 - Professora de Educação Física Letícia Martins – CREF 2664 G/RJ
2 - Professor de Educação Física Jodee André – CREF 15780/RJ

Postar um comentário

 
Top