0


Em depoimento, o homem disse que tudo não passou de um mal-entendido

O homem de 57 anos preso no dia 15 deste mês depois de estuprar um bebê de 1 ano, no Parque do Lageado, em Campo Grande, negou o crime em depoimento e disse que tudo não passou de um mal-entendido.

A delegada que cuida do caso, Anne Karine da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) disse que agora espera pelos resultados dos laudos dos exames feitos na bebê, já que existem indícios de que a criança tenha sido molestada de outras formas pelo homem.
Depois do flagrante do estupro a bebê chegou a vomitar, e mãe da menina contou na delegacia que dias antes do abuso a filha teria reclamado de dores na barriga. A irmã da bebê, de 18 anos, foi quem flagrou o marido da avó com o órgão genital na boca da criança.
Após isso, ela também disse na delegacia que havia sido estuprada pelo suspeito dos 8 aos 11 anos. O acusado contou que tudo não teria passado de um mal-entendido, já que ele estava sem roupas na sala porque havia acabado de sair do banho, momento em que a jovem entrou no cômodo.
Mas, a delegada afirmou que a versão dele não se sustenta já que ele estava de camiseta, com o short abaixado não indicando que havia saído do banho. Ele foi autuado por estupro de vulnerável.

Postar um comentário

 
Top