0


Uma mulher de 28 anos foi multada em R$ 6 mil após a Polícia Militar Ambiental flagrar o cachorro da vítima morrendo por falta de alimentação. A infratora teria realizado viagem e deixado o animal sem qualquer tipo de cuidado. 
Segundo informações da Polícia Militar Ambiental de Cassilândia, uma entidade de proteção aos animais acionou a corporação relatando haver um cachorro debilitado sem alimento e sem água em uma residência na cidade. 
 PMA foi ao local e verificou que o cachorro se encontrava deitado, extremamente debilitado e agonizando em meio a fezes. No quintal da residência em uma área dos fundos, a equipe também verificou um papagaio, que também estava sem alimentação e água.
Os policiais recolheram os animais, juntamente com os participantes da ONG protetora e levaram para cuidados veterinários. O cachorro não resistiu à desnutrição e veio a óbito, logo ao chegar na clínica. O papagaio, de porte ilegal, será encaminhado ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.
A Polícia Militar Ambiental identificou a dona dos animais e efetuou um auto de infração administrativo, aplicando a multa. A mulher também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção, bem como por manter animal silvestre ilegalmente em cativeiro, com pena de seis meses a um ano de detenção.

Postar um comentário

 
Top