0


Um morador de Santa Tereza do Oeste perdeu um trator em um golpe por meio da plataforma de vendas da OLX.
Nossa equipe conversou com a filha da vítima. Valéria informou que o veículo estava sendo vendido, pois seu pai estava com problemas de saúde e por esse motivo estava vendendo o maquinário para que pudesse comprar um terreno na cidade de que a filha mora, em Navegantes/ SC. Ela disse que o bem foi anunciado no valor de R$ 62 mil, mas acabou sendo vendido por R$ 60 pelo suposto comprador.
“Nós anunciamos o trator TL Azul, Ano 2013 na plataforma, e o homem, que se identificava como José, entrou em contato e relatou que enviaria seu funcionário até a propriedade do meu pai para ver o trator. O funcionário veio, tirou algumas fotos e relatou que seu patrão iria entrar em contato. Dois dias depois José entrou em contato com meu pai, e após muita conversa acertaram a vendo R$ 2 mil a menos do valor inicial.” relatou Valéria.
Após o fechamento do preço, o comprador começou a inventar algumas desculpas para ir buscar a máquina e depositar o dinheiro, até mesmo foto dizendo que seu funcionário estava internado e José mandou para o pai de Valéria. Após conversa, o farsante encaminhou para vítima um comprovante de transferência bancária com o valor combinado, no outro dia o homem foi até o local buscar o trator e o colocou em cima de um guincho.
“Ele foi com um guincho, com placas de Cascavel, colocou em cima e disse que levaria para Barracão, no entanto segundo o que foi apurado o trator foi levado para uma cidade do Rio Grande do Sul e deixado em um lava car, onde outro guincho, com placas de Curitiba, acabou carregando o veículo.”
No banco as vítimas foram informadas que um cheque foi depositado na conta, no entanto voltou por conta de um erro na assinatura. O cheque pertence a uma empresa. O vendedor juntamente com sua filha tentou entrar em contato com o falso comprador, no entanto não obtiveram êxito.
Após o golpe, as vítimas foram até a Delegacia de Cascavel para registrar um Boletim de ocorrências sobre o caso. O guincheiro que fez o transporte do trator recebeu apenas metade do valor e também não conseguiu mais contato com o farsante.
As vítimas descobriram por meio da polícia que o nome utilizado pelo falso comprador é de um homem que morreu a mais de quatro anos no Rio Grande do Sul.
A Polícia investiga o caso.
“Espero que nosso caso seja um alerta para a comunidade para que mais pessoas não caiam no mesmo golpe” finalizou Valéria.
Portal Guaíra com informações da Catve

Postar um comentário

 
Top