0


O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul é um dos participantes, junto com mais 27 Tribunais, do “Projeto Educação que faz a diferença”. Idealizado pelo Instituto Rui Barbosa e o IEDE (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional) o projeto vai reconhecer e dar visibilidade às redes de ensino que estão realizando um trabalho de destaque e identificar e documentar as práticas de gestão e de acompanhamento pedagógico e administrativo empregadas por essas redes, de modo que possam servir de inspiração para outros municípios. O projeto também vai verificar as dificuldades e problemas que as redes de ensino encontram como obstáculos à melhoria do aprendizado e do desempenho escolar de seus alunos.
A iniciativa é realizada em âmbito nacional com a participação de todos os Tribunais de Contas com jurisdição municipal. Os auditores têm papel fundamental no estudo, já que são os responsáveis por visitar as redes de ensino a fim de identificar as principais estratégias e ações que garantem os bons resultados educacionais.
Na primeira etapa, as redes de ensino foram selecionadas pelos coordenadores do projeto e os auditores dos Tribunais participantes realizaram treinamentos em São Paulo e Brasília para estudar o material e a metodologia da pesquisa.  
O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul já finalizou a segunda etapa do Projeto, visitando algumas redes municipais de educação e escolas públicas que ofertam o ensino fundamental I e II. As pesquisas foram realizadas de 02 a 18 de setembro e contam com o apoio da Presidência do TCE/MS
Os auditores estaduais de controle externo, Adriano Pereira de Castro Pacheco, Joder Bessa e Silva e Glaucio Hashimoto, todos da Divisão de Fiscalização de Educação, realizaram os trabalhos de campo com a coleta de dados documentais, fotográficos e por meio de entrevistas realizadas com secretários, coordenadores pedagógicos, diretores de escola, professores, alunos e pais de alunos.
Todos os Tribunais deverão concluir as visitas de campo ao longo do mês de setembro.
A terceira etapa do projeto “Educação que faz a diferença” envolve a sistematização das informações coletadas e a elaboração de um amplo plano de comunicação dos resultados, atividades que serão desenvolvidas pelo IEDE e o IRB.

Postar um comentário

 
Top