0

Rubão, Zé Henrique e Dalva brindam a parceria
A edição especial [impressa e online] dos 51 anos da Folha de Dourados abordará a migração dos jornais impressos para online, fenômeno que vem ocorrendo em todo o mundo há mais de uma década com o advento da internet.
O documento será lançado em dezembro durante o "Remember 2019" - festa que reúne a imprensa douradense - que será organizado pela agência de publicidade Elo Comunicação, do publicitário Rubens Moreira Junior, o Rubão.
O projeto deste ano é um desdobramento daquele lançado no final de 2018 quando uma parceria do diretor da Folha, José Henrique Marques, com a jornalista Dalva Gonçalves resultou no documento "50 Anos – Escrevendo a Nossa História" que reuniu num suplemento de 52 páginas a história da imprensa douradense até então fracionada em diversos arquivos pessoais e em meios de comunicação.
O encerramento de versões impressas e migração para a versão digital vem dominando o noticiário especializado até com certa passionalidade pelo apego à leitura no papel. Mas, trata-se de tendência irreversível a curto prazo para os pequenos e médios jornais de todo o mundo. Especialistas no assunto acreditam que os grandes jornais sobrevivam mais tempo evitando o noticiário factual (a força do jornalismo online) para priorizar textos interpretativos e opinativos de análises conjunturais.
Em Dourados, o primeiro jornal a migrar foi a Folha de Dourados, em abril de 2013. Em 27 de setembro passado foi a vez de O Progresso que circulou interruptamente 68 anos. Dois outros importantes veículos da mídia impressa sul-mato-grossense, Diário MS e Correio do Estado, estão há anos construindo a plataforma digital, conciliando o jornalismo impresso e online.
É a sociedade quem vem exigindo a migração das empresas jornalísticas seja, o leitor, que hoje informa-se, principalmente, através dos smartphones quando acessa sites e mídias sociais com informações da hora, do dia, ou o mercado, que já percebeu o poder de persuasão das propagandas virtuais para alavancar a venda de produtos.
O especial deste ano pretende debater o tema com reportagens, artigos de jornalistas e especialistas e pesquisa para contribuir no entendimento deste fenômeno que revolucionou a imprensa mundial.
De maneira muito especial, o trabalho enfocará também a trajetória exemplar de O Progresso que é um ícone da imprensa sul-mato-grossense e que há 68 anos vem contribuindo com o desenvolvido econômico e social, não só de Dourados e região, mas de MS, cuja missão prossegue agora na versão online.

Postar um comentário

 
Top