0


"Eu adoro negros... até comprei um", diziam as frases compartilhadas em um grupo do WhatsApp. O denunciado, de 35 anos, foi preso e flagrante e vai responder por injúria racial.
Um homem de 35 anos foi preso em flagrante depois de compartilhar mensagens com ofensas raciais em um grupo de WhatsApp. O caso ocorreu em Morrinhos, a 128 quilômetros de Goiânia. V.E.H.S responderá pelo crime de injúria racial, cuja pena varia de 1 a 3 anos de reclusão.
De acordo com informações da Polícia Civil, dois ‘memes’ foram encaminhados para um dos integrantes do grupo, com os dizeres: “Eu adoro negros…até comprei um”, onde uma criança branca aparece montada em uma criança negra, como se essa fosse um animal.
Anterior
Próximo
Com base nas informações, os policias civis da Delegacia da cidade conseguiram prender o denunciado no setor Genoveva Alves, em Morrinhos. Ele foi autuado em flagrante
Mulher profere ofensas raciais durante discussão em bar
Em maio deste ano, um desentendimento ocorrido em um badalado bar localizado no Setor Bueno, em Goiânia, terminou numa briga com ofensas raciais e tentativa de agressão física. A confusão, registrada em vídeo por um dos presentes no bar no Setor Bueno, mostra uma das mulheres envolvidas gritando “Preta gorda! Sua gorda escrota!” enquanto tenta pegar uma cadeira para agredi-la.
Conforme visto no vídeo, uma das mulheres parte para cima da outra, e tenta por duas vezes pegar uma cadeira para, aparentemente, agredir o desafeto com ela. Entretanto, enquanto um dos homens no meio da confusão segura a mulher, os outros dois tentam separar a briga.
Ao Dia Online, o proprietário do Tainá-Kan Bar, onde tudo ocorreu, informou que a briga começou por volta de 1h da manhã. Ele contou que eram dois casais sentados na mesma mesma, o que indica que eles já se conheciam. Num determinado momento, as duas mulheres se desentendem e começam a discutir. A polícia não chegou a ser acionada e os brigões foram embora logo depois.

Postar um comentário

 
Top