0



Na planilha de emendas pagas divulgada pelo portal Siga Brasil, deputado foi o principal "garimpeiro" de recursos para os municípios e o Estado

De acordo com o Siga Brasil, portal do Senado com informações sobre o orçamento público federal, o deputado federal Vander Loubet (PT-MS) encerrou o ano de 2019 como o parlamentar de Mato Grosso do Sul com o melhor desempenho na conquista de recursos para o Estado e os municípios por meio de emendas parlamentares.

O portal analisou as emendas individuais apresentadas e executadas entre 2015 e 2019. Vander liderou o levantamento dentro da bancada federal sul-mato-grossense, formada ao todo por 11 parlamentares, sendo oito deputados federais e três senadores.

Segundo o portal do Senado, até 28 de dezembro de 2019 haviam sido pagos R$ 41 milhões em emendas do parlamentar petista. A seguir estão: o ex-deputado (e atual ministro da Saúde) Luiz Henrique Mandetta (R$ 33,7 milhões), o ex-deputado Zeca do PT (R$ 32,4 milhões), o ex-deputado Elizeu Dionizio (R$ 30,8 milhões), a senadora Simone Tebet (R$ 30,4 milhões), o ex-deputado Geraldo Resende (R$ 29,9 milhões), o ex-senador Waldemir Moka (R$ 27,3 milhões), a ex-deputada (e atual ministra da Agricultura) Tereza Cristina (R$ 25,3 milhões), o ex-senador Pedro Chaves (R$ 23,5 milhões) e o ex-deputado Carlos Marun (R$ 17,7 milhões).

Vale frisar que o feito do deputado petista supera os valores de suas emendas individuais, já que não entram na conta do Siga Brasil as emendas aprovadas na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), da qual Vander foi membro titular por diversas ocasiões, inclusive em 2019. Também não são contabilizadas pelo portal do Senado as verbas viabilizadas de forma extraorçamentária, ou seja, que são liberadas diretamente nos ministérios após articulação política do deputado. Além disso, Vander teve atuação essencial no processo de indicação e liberação das emendas coletivas de bancada, que no período analisado totaliza R$ 45 milhões.

Receita - Para Vander Loubet, que cumpre seu quinto mandato consecutivo na Câmara dos Deputados, o êxito nesse recorte da atividade parlamentar deve-se ao trabalho de uma equipe qualificada, à experiência que acumulou na vida pública, à credibilidade para construir pontes de articulação e à consciência de não permitir que questões partidárias atravessem o caminho.

Ao enfatizar que faz da convivência política uma receita eficaz para a saúde do sistema democrático, o deputado lembra que desenvolve seu mandato e trabalha na interlocução em Brasília sem comprometer suas convicções. "Há cinco mandatos estou passando por governos de diferentes partidos. No Estado, depois do Zeca do PT, convivi com o André Puccinelli por oito anos e há cinco anos convivo com o Reinaldo Azambuja. Na Presidência, peguei os governos de Lula e Dilma; de Temer; e agora de Bolsonaro. E continuo com os mesmos ideais, a mesma concepção programática e as mesmas lutas que abracei ainda na juventude", destaca.

De acordo com Vander, todas as emendas têm conteúdo semelhante porque incorporam as perspectivas de justiça e igualdade, além de garantir um reforço extra e providencial ao caixa dos estados e, sobretudo, dos municípios, os mais afetados pelas crises. "Por isso tenho e preservo uma boa relação com os prefeitos. Eles, com os vereadores e demais lideranças, servem de termômetro das carências da população e são quem fornecem para nós, parlamentares federais, as prioridades na apresentação das emendas", comenta.

O deputado finaliza explicando que dá prioridade na busca de recursos que beneficiam as comunidades naquilo que mais necessitam no cotidiano: saúde, saneamento básico, educação, infraestrutura urbana, esporte e lazer, habitação, assistência social e agricultura familiar. "Essas áreas são sensíveis às famílias com menor nível de renda, que são justamente aquelas que precisam de um olhar diferenciado por parte do poder público", conclui Vander.


-----
Éder F. Yanaguita
Jornalista - Ascom/Dep. Vander Loubet
Campo Grande - MS
(67) 99221-0696

Postar um comentário

 
Top