0



Campo Grande (MS) - Os artistas selecionados no edital emergencial “MS Cultura Presente” serão anunciados até o dia 25 deste mês. Caso não sejam contemplados os 722 projetos artísticos previstos neste processo emergencial, novo edital poderá ser aberto após o fim deste. O pagamento da primeira parcela está prevista para acontecer entre 10 e 20 de maio. Com o fim das inscrições hoje (13), às 23h59min, a equipe da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), se prepara para analisar a partir de amanhã (14), os vídeos inscritos no edital.
“Hoje tivemos reuniões com as quatro comissões que farão a análise e seleção dos vídeos inscritos para concorrer ao prêmio de R$ 1.800,00”, disse a presidente da FCMS, Mara Caseiro. Cada comissão possui seis integrantes, sendo três titulares e três suplentes. Elas são formadas pelos segmentos artísticos de Música, Artes Cênicas, Artes Visuais/Audiovisuais e Patrimônio Cultural/Artesanato e Literatura. Constituem as comissões, membros da sociedade civil e servidores da Fundação de Cultura. 
“Todos os integrantes são capacitados e responsáveis pela análise e aprovação do material digital inscrito no edital. Estamos na torcida para que os artistas que vivem exclusivamente de sua arte, sejam contemplados, afinal, este é um momento atípico em que as atividades artísticas encontram-se suspensas e estes profissionais ficaram impedidos de trabalhar e garantir o próprio sustento”, declarou Mara.
Caso não sejam contemplados os 722 vídeos previstos no edital, a presidente da Fundação de Cultura afirmou que há a possibilidade de ser lançado novo processo emergencial. “Se não forem alcançados os 722 prêmios do edital, ou seja, se não totalizar o valor de R$ 1.300.000,00, iremos abrir outro edital emergencial com o restante do valor não utilizado no processo atual”, explicou ela.
“MS Cultura Presente” 
Lançado no dia 02 deste mês, o MS Cultura Presente contemplará artistas das seguintes áreas: Artes Cênicas (Dança, Teatro e Circo), Música, Artes Visuais, Audiovisual, Artesanato, Literatura e Patrimônio Cultural. Para cada artista selecionado será disponibilizado o valor de R$ 1.800,00 dividido em duas parcelas de R$ 900,00. Nos projetos apresentados por grupos com mais de quatro integrantes, o valor total será de R$ 7.200,00, divididos em partes iguais a cada um dos artistas.
Para participar do edital, o artista não poderá ter vínculo empregatício nem receber benefício, ajuda de custo ou bolsa da União, Estados ou Municípios. Também estão proibidos de participar, artistas aposentados, servidores públicos federais, estaduais ou municipais. Além disso, só serão aceitas as inscrições daqueles que comprovarem atividade artística por meio de documentos, matérias jornalísticas, redes sociais ou algum material físico ou digital.
Texto: Tavane Ferraresi
Fotos: Ricardo Gomes
Publicado por: tavane ferraresi bacelar

Postar um comentário

 
Top