0

No ano, o preço da gasolina já caiu 52,3% nas refinarias

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (20), uma nova redução nos preços médios dos combustíveis vendidos nas refinarias. A gasolina ficará 8% mais barata e o diesel terá queda de 4%. No acumulado do ano, o preço da gasolina já caiu 52,3% e o do diesel caiu 38%. Gasolina nas refinarias passa a custar R$ 0,91 por litro após novo corte.

Os preços valem a partir desta terça-feira (21) e são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista dependerá do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica, em nota, a estatal.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis.

O QUE O CONSUMIDOR ESTÁ PAGANDO?

Segundo a Petrobras, o preço da gasolina comum para os consumidores é formado pela seguinte proporção: 31% são os custos de operação da empresa para produzir o combustível, 10% são impostos da União (Cide, PIS/Cofins), 30% são impostos estaduais (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS), 15% é o custo do etanol adicionado à gasolina e 16% se refere à distribuição e revenda. O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) aponta que a carga tributária da gasolina é de 56,09%.

Segundo analista do setor que não quis se identificar, o valor do litro da gasolina nas bombas, não deveria passar de R$ 2,20 o litro, já com todos os impostos, encargos e lucro.

PETROBRAS QUER PREÇO MAIS BAIXO NAS BOMBAS

O presidente da Fecombustíveis Paulo Miranda, comentou uma cobrança feita pela Petrobras, que afirmou esperar que cortes praticados por ela nos preços da gasolina vendida aos distribuidores, que já acumulam queda de mais de 52% neste ano, cheguem aos consumidores finais, nos postos de combustíveis. A declaração da Petrobras, enviada à imprensa, foi feita em momento em que os postos praticamente não refletiram as reduções aplicadas pela estatal, maior fornecedora de combustível às distribuidoras e postos.

COMO DENUNCIAR NO PROCON

Todo cidadão que se sentir lesado em sua relação a possível preço abusivo nos postos de combustível do Mato Grosso do Sul, tem à disposição um número de telefone para denunciar. Basta discar 151 ou pelo site: http://www.procon.ms.gov.br/fale-conosco/. 

Atendimento: 07:00h às 19:00h, rua 13 de junho, 930 - Esquina Rua Maracaju, Campo Grande - Mato Grosso do Sul

PABX - (67) 3316 - 9800/Disque Denúncia - 151

Fax - (67) 3316 - 9842

 
Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

 
Top