0



Entidade distribuiu 20 mil máscaras faciais para profissionais de saúde dos municípios

Willams Araújo

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) apoia a decisão do governo do Estado de baixar decreto obrigando o uso de máscaras de proteção facial em todo o Estado.
O uso obrigatório de máscaras entrará em vigor na próxima segunda-feira (22), conforme decreto baixado pelo governador Reinaldo Azambuja.

A medida pretende evitar a propagação do coronavírus e a infecção pela doença Covid-19 (novo coronavírus).
Segundo o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, a determinação atende pedido do COE (Centro de Operações Emergenciais) da Secretaria de Estado de Saúde, que desenvolve estratégias de combate e controle do coronavírus.

Para o presidente da Assomasul e prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina, a medida do governo é de extrema importância nesse momento de crescimento do número de pessoas infectadas pela doença.
Até a última quinta-feira (18), Mato Grosso do Sul registrou 40 óbitos por coronavírus, segundo boletim da Secretaria de Estado de Saúde.

A maior preocupação da Assomasul é que o Estado manteve o distanciamento social de apenas 36,7% enquanto os casos do novo coronavírus seguem aumentando gradativamente, segundo atesta o governo estadual.

O crescimento do número de pessoas infectadas no Estado, segundo o dirigente, preocupa as autoridades, inclusive prefeitos e prefeitas que têm feito diversas ações como forma de combater a doença que abalou a estrutura econômica dos municípios, muitos dos quais tiverem pedidos de estado de calamidade pública aprovados pela Assembleia Legislativa.

O uso do acessório de proteção individual será obrigatório em todos os órgãos públicos,  estabelecimentos privados de acesso ao público, transporte coletivo intermunicipal e interestadual.
No mês passado, a Assomasul distribuiu 20 mil máscaras de proteção facial para profissionais da área de saúde dos 79 municípios do Estado.

A ação é resultado de uma parceria institucional com o projeto Corona Vidas Hub Dourados/MS; a BPW Dourados-MS Brasil; Leilo Dom, Leilão Beneficente; Unigran; e IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul).

A entidade municipalista custeou R$ 23 mil em insumos para a confecção de máscaras de acrílico produzidas em Dourados, beneficiando profissionais na área de saúde e profissionais que atendem no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) dos municípios.

A Assomasul tem se mobilizado desde quando surgiram os primeiros casos de coronavirus no Estado, adotando medidas restritivas e orientando os prefeitos na busca de solução para a crise na área de saúde pública que afetou diretamente as finanças municípios.

Além da suspensão temporária das aulas nas escolas municipais e da Copa Assomasul, a diretoria orientou cortes nas despesas das prefeituras e tem discutido com as autoridades estaduais e federais, por meio de videoconferências, alternativas viáveis visando à solução dos problema.




Postar um comentário

 
Top