0


O município de Nova Andradina foi premiado na tarde desta quinta-feira (25 de junho) com o selo destaque estadual no projeto “Educação que faz a diferença”, realizado pelo Instituto Rui Barbosa e pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) para identificar as redes municipais de destaque no Ensino Fundamental. A divulgação do resultado desse trabalho foi feita em uma transmissão online na página no youtube do Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB).
O levantamento apontou 118 redes de destaque, que foram agrupadas segundo características semelhantes: redes de Excelência, Bom Percurso e Destaque Estadual. A pesquisa foi feita em parceria com os Tribunais de Contas do País a fim de identificar práticas e ações associadas a bons resultados educacionais. A iniciativa teve o apoio da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e do Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC).

No TCE-MS o projeto esteve sob responsabilidade da Divisão de Fiscalização de Gestão da Educação, com a participação dos auditores estaduais de controle externo Glaucio Hashimoto, Joder Bessa e Silva e Adriano Pereira de Castro Pacheco. A Equipe realizou a pesquisa nas redes municipais de ensino selecionadas pelo IEDE, por meio de visita in loco, coleta de documentos, dados, entrevistas, além do registro fotográfico e por vídeo da estrutura, projetos e ações realizadas nas escolas municipais. “O olhar da equipe do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul que visitou as escolas foi primordial para que pudéssemos identificar, com riqueza de detalhes quais são as ações que fazem a diferença na educação brasileira” explicou Glaucio Hashimoto, chefe da Divisão de Fiscalização de Gestão da Educação.
O mapeamento foi feito por meio de visitas e entrevistas com secretários, diretores, professores, coordenadores pedagógicos, estudantes e seus pais redes municipais com bom desempenho no Ensino Fundamental e possibilitou a identificação das principais práticas de gestão e de acompanhamento pedagógico e administrativo adotadas. Ao todo, foram estudadas mais de 200 escolas de redes de ensino, localizadas em todos os Estados. O estudo foi realizado ao longo de 2019.
A oportunidade da inclusão do Estado no projeto veio por meio de um acordo de cooperação técnica autorizado pelo presidente do TCE-MS, conselheiro Iran Coelho das Neves, com vistas a fortalecer o desempenho da educação bem como divulgar as boas práticas da gestão pública em Mato Grosso Sul.

Postar um comentário

 
Top