0
A busca pela felicidade é algo inerente ao ser humano e cada pessoa tem uma maneira particular de alcançar o objetivo. Ou pelo menos o que, a princípio, considera ser o essencial para ser feliz.
Mas poucas pessoas no mundo correm tanto atrás da felicidade quanto o psicólogo norte-americano Dan Gilbert. Isso do ponto de vista científico, claro. O especialista de Harvard é um dos nomes mais conhecidos da área no que diz respeito a estudos sobre o que é ser feliz e o que é preciso para, supostamente, alcançar a alegria plena.

O que é preciso para ser feliz

Em entrevista ao site do jornal El País, Gilbert afirma que a receita para ser feliz é mais simples do que a maioria das pessoas pensa e é baseado em quatro ações acessíveis a quase todos: fazer sexo, praticar exercícios, ouvir música e conversar.
Os pilares da felicidade, como se pode ver, são gratuitos, o que afasta a ideia de que dinheiro é capaz de transformar o bem-estar real de alguém. De acordo com o psicólogo, é comprovado que uma viagem a Paris deixa uma pessoa mais feliz do que comprar um carro esportivo, por exemplo. Ou seja: é melhor investir em experiências de vida do que em bens materiais, garante.
felicidade jovem parque
Gilbert diz ainda que, sob o olhar científico, a felicidade é uma questão de química cerebral e que a genética também tem seu papel no processo, mas ressalta que as circunstâncias não podem ser ignoradas.
Tentar ser feliz, compara o especialista, é como perder peso: não existe nenhum segredo além de comer menos e fazer mais exercício. O mesmo conceito pode ser aplicado à felicidade, ou seja, há poucas coisas que se pode fazer e que, se as fazemos diariamente, aumenta nossa a média de felicidade.

Postar um comentário

 
Top