0



Estudantes da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) organizaram manifestação na manhã de hoje (30) em frente a reitoria da cidade universitária contra o aumento das tarifas do RU (Restaurante Universitário).

Em reunião na última sexta-feira (25), entre o Proades (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis) e DCE (Diretório Central de Estudantes), foi decidido que o valor das refeições seriam de R$ 3,00 para estudantes de baixa renda e que possuem o CadÚnico (Cadastro Único) e de R$ 15,00 para os demais.

Antes o restaurante universitário cobrava R$ 2,50 para estudantes vulneráveis e R$ 4,50 para não vulneráveis, de forma subsidiada. A nova empresa licitada cobrou mais pelo contrato e houve reajuste do subsídio do PNAES (Plano Nacional de Assistência Estudantil).

Além do aumento nas refeições, a UFMS ainda não reabriu o restaurante universitário, que esteve fechado durante a pandemia para reformas. A previsão é de que a entrega ocorra em abril.

Os centros acadêmicos da universidade divulgaram nota de repúdio ao que consideram um ataque direto à permanência de estudantes na universidade.

Na nota, os centros acadêmicos argumentam que não houve amparo aos estudantes durante o período de fechamento do restaurante, deixando os acadêmicos à mercê de compras de marmitas nos arredores da universidade.  A UFMS ainda não se manifestou sobre o aumento das taxas do restaurante.

Por: Carolina Rampi

Postar um comentário

 
Top